SFB – Solidariedade França Brasil - Pelo direito da criança à educação

Nossa história

UMA HISTÓRIA DE SOLIDARIEDADE ENTRE A FRANÇA E O BRASIL

Fundada em 1986, por franceses e brasileiros sensibilizados pela realidade injusta do país onde viviam, a Solidariedade França-Brasil, desde o início, se dedica a garantir os direitos de crianças e adolescentes em populações empobrecidas. Essa é uma causa universal e, por isso, nos tantos anos de atuação, contamos com pessoas e associações de várias nacionalidades.

Mas, o vínculo entre a França e o Brasil, que deu origem à instituição, cresceu e se fortaleceu ao longo do tempo, resultando em ligações indefectíveis e perenes.

Como no início, a diretoria da SFB continua sendo composta por franceses e brasileiros, assim como a equipe de trabalho. A prática de promover o intercâmbio com a França, resulta na acolhida à cooperantes, voluntários e colaboradores franceses que vem atuando lado a lado conosco no Brasil. Muitos deles já retornaram ao seu país, mas continuam comprometidos com a causa que defendemos. Assim surgiu a SFB France, associação irmã da SFB em Paris, criada por franceses que já atuaram conosco aqui e que continuam trabalhando para apoiar as ações no Brasil.

Imagem1São muitas e fundamentais as empresas, associações e instituições públicas francesas que vem contribuindo com o nosso trabalho, algumas com parcerias de longa data.

Além disso, essa história com a França é reforçada por celebridades francesas que se identificam com o trabalho que realizamos, tais como Isabelle Huppert que foi madrinha de um jantar em prol da instituição em 2014 e Nicolas Krassik, violinista francês radicado no Brasil, nosso querido padrinho da SFB.

São muitas mãos solidárias escrevendo a história da SFB. Junte-se à nós!

MOMENTOS MARCANTES 

Imagem1

  • 16 de maio de 1986 – a SFB é legalmente constituída. Início do apoio a grupos comunitários com acompanhamento dos processos de organização popular, repasse financeiro para despesas de manutenção e ações voltadas à infraestrutura dos espaços físicos. De 1986 a 1997 projetos da SFB possibilitaram aquisição de terrenos, construção e reforma de 31 creches e núcleos de alfabetização comunitários e 02 postos de saúde comunitários para atendimento à população.
  • 1990 – Primeiro encontro reunindo todos grupos apoiados para refletir coletivamente sobre as demandas e potencialidades, dando subsídio para o planejamento das ações da SFB. Início do trabalho de saúde com atendimento médico e orientações por creche comunitária. Participação na criação do Conselho Municipal da Criança e do Adolescente de São Gonçalo.
  • 1991 – Decreto presidencial de 16/12/1991, declara a Solidariedade França-Brasil como uma instituição de utilidade pública federal.
  • 1992 – Primeiro curso geral de qualificação de educadoras de creches comunitárias, reunindo creches de São Gonçalo e Baixada Fluminense. Início da formação de agentes de saúde comunitária.
  • 1997 – Prêmio Bem Eficiente®. Esta premiação se repetiu nos anos de 2000, 2005 e 2006.
  •  1997 a 2000 – “Semanas Pedagógicas”: ciclos de formação reunindo profissionais dos centros comunitários de educação infantil em encontros específicos de cada área (pedagógica, gestão, cozinha, administração e serviços gerais) e em encontros gerais. Criação e o fortalecimento dos laços e de estratégias conjuntas de enfrentamento dos problemas cotidianos pelas equipes dos Centros Comunitários.

sdvs

  • 2001 – Moção de Louvor da Câmara Municipal de Nova da Iguaçu, em reconhecimento ao trabalho desenvolvido junto às comunidades daquele município.
  • 2002 – Investimentos na estratégia de articulação em redes são intensificados. Criação da Rede Comunitária de Formação e Estagios na Baixada Fluminense (RCFE) que, durante 10 anos, proporcionou estágios, oficinas, cursos, rodas de conversa, intercâmbios, encontros e seminários para equipes de educação e saúde de mais de 30 Centros Comunitários de 5 municípios. Constituição do Núcleo de Agentes de Saúde Comunitária (NASC), representante dos grupos de saúde constituídos, voltado para a consolidação do trabalho integrado, cooperativo, solidário e de mobilização comunitária.
  • 2003 – Constituição do Ateliê Popular de Arte e Cultura da Baixada Fluminense que originou o grupo de teatro comunitário Atua Baixada.
  • 2005 – Os projetos da SFB apoiam 48 instituições comunitárias (trabalho com creches, pré-escolas, núcleos de alfabetização e apoio escolar e grupos de agentes de saúde comunitária), alcançando, direta e indiretamente, 4.371 crianças e adolescentes, 422 educadores e 56 agentes de saúde.
  • 2007 – Início do trabalho de Cultura de Paz com o projeto Comunicação Não-Violenta.
  • 2008 – A SFB passa a integrar a Coordenação Colegiada do Fórum Permanente de Educação Infantil do Estado do Rio de Janeiro, onde permaneceria até 2014. Representação no Comitê Técnico do programa “A Primeira Infância Vem Primeiro”, presente em 20 estados brasileiros em defesa dos direitos de crianças de 0 a 6 anos.
  • rcfe2009 – O projeto da Rede Comunitária de Formação e de Estágio ficou entre as 3 primeiras colocações na seleção do Programa de Investimento em Programas Sociais – FundoItaú Excelência Social (Pips – Fies), após concorrer com 1.149 projetos de todo o País. A SFB foi a única instituição selecionada na categoria A de Educação Infantil do programa. A SFB passa a integrar a Rede Nacional Primeira Infância.
  • 2010 – Criação da SFB France, associação-irmã, em Paris, com objetivo de divulgar o trabalho da SFB e contribuir na captação de recursos. Incremento nas publicações institucionais com o objetivo de disseminar a metodologia participativa que fundamenta as ações realizadas.
  • 2013 – Redefinição da missão e dos programas institucionais, ampliando o público alvo, as ações e a área geográfica de atuação.saudepmpi Início do projeto Construindo em Rede: Elaboração do Plano Municipal pela Primeira Infância em Nova Iguaçu, que foi selecionado pelo Programa Redes e Alianças do Instituto C&A entre 167 iniciativas de instituições de 20 estados brasileiros todo o país. Início do projeto de saúde Teia de Cuidados que, com base nas políticas nacionais, promove a qualificação de profissionais de equipamentos públicos da Atenção Básica e a mobilização comunitária para a promoção da saúde da família.
  • 2014 – O projeto Construindo em Rede – Plano Municipal pela Primeira Infância de Nova Iguaçu, foi um dos 7 projetos selecionados como ação exemplar pelo Instituto C&A. A seleção se deu entre 81 iniciativas de todo o país.
  • 2015 – Plano Municipal pela Primeira Infância de Nova Iguaçu virou Lei Municipal.
  • 2016 – Solidariedade França-Brasil comemora 30 anos! Leam o artigo